Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Projetos Aprovados


RELAÇÃO DE PROJETOS APROVADOS – CNPq, CAPES/FINEP e FAPT

 

1 - PROJETO: Levantamento e seleção de inimigos naturais para o controle biológico de ácaros-praga na cultura do pinhão- manso em sistema de agricultura familiar.
OBJETIVO: No estado do Tocantins, nenhum estudo voltado à identificação e seleção de inimigos naturais com potencial para uso em programa de controle biológico de ácaros-praga na cultura do pinhão-manso foi realizado até o presente momento. Esse fato impossibilita a aplicação de medidas ecológicas e alternativas como o controle biológico, e com isso crescem as aplicações de pesticidas na cultura. O objetivo da presente proposta é selecionar um ou mais inimigos naturais que possam ser usados para o controle biológico dos ácaros P. latus e T. evansi na cultura do pinhão-manso. (processo: 475408/2008-0).
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Raimundo Wagner de Souza Aguiar - Integrante / Angelo Pallini - Integrante / Arne Janssen - Integrante / Maurice W Sabelis - Integrante / Farid Faraji - Integrante / Adenir Vieira Teodoro - Integrante / Maíra Ignácio - Integrante / Renato de Almeida Sarmento - Coordenador.
VALOR: R$ 40.280,00
VIGÊNCIA: 2008 - 2011
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxílio financeiro.

2 - PROJETO: Seleção de inimigos naturais para o controle biológico de ácaros-praga na cultura do pinhão- manso em sistema de agricultura familiar.
OBJETIVO: O objeto desse Projeto é a consolidação e o fortalecimento da pós-graduação brasileira em áreas estratégicas por meio da concessão de 1 (uma) cota de bolsa de Mestrado a pesquisador credenciado como orientador junto aos programas de pós-graduação reconhecidos pela CAPES. (processo: 561567/2008-5).
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Raimundo Wagner de Souza Aguiar - Integrante / Angelo Pallini - Integrante / Arne Janssen - Integrante / Maurice W Sabelis - Integrante / Diego de Macedo Rodrigues - Integrante / Maíra Ignácio - Integrante / Renato de Almeida Sarmento - Coordenador.
VALOR: R$ 28.800,00
VIGÊNCIA: 2008 - 2010
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Bolsa.

3 - PROJETO: Indicadores físicos e químicos da qualidade do solo no monitoramento de pastagens degradadas na região sul do Tocantins.
OBJETIVO: A região em estudo é caracterizada por grandes áreas sob pastagens, as quais se encontram degradadas e, por conseguinte, apresentando baixa produção de massa, solos com baixos níveis de nutrientes e com propriedades físicas comprometidas. O objetivo deste trabalho é caracterizar e avaliar propriedades físicas e químicas de solos sob pastagens degradadas na região Sul do Tocantins. Serão avaliados o grau de degradação das pastagens em áreas previamente escolhidas, serão classificados os solos dessas áreas de acordo com o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos e serão determinadas a densidade aparente, densidade de partículas, porosidade, resistência a penetração dos solos além da fertilidade desses solos. A análise dos dados do experimento será feita por estatística clássica empregando análise de variância e posterior teste de médias em função do grau de degradação das pastagens em áreas de mesma classe de solo, a partir das variáveis físicas: porosidade total, resistência a penetração e densidade do solo, e as variáveis químicas. As variáveis físicas serão comparadas entre si para cada uma das profundidades individualmente e as químicas para as profundidades 0-20cm e 20-40cm.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Antônio José Peron - Integrante / Jacinto Pereira Santos - Integrante / Vinícius Almeida Oliveira - Integrante / Stefano Cardoso Santana - Integrante / Clauber Rosanova - Integrante / Saulo de Oliveira Lima - Coordenador.
VALOR: R$ 16.420,00
VIGÊNCIA: 2007 - 2009
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

4 - PROJETO: PNPD - Eficiência no uso de nitrogênio e fósforo de genótipos de arroz em solos de várzea irrigada e terras altas do estado do Tocantins.
OBJETIVO: Verificar a existência de diferenças entre variedades locais e melhorados de arroz quanto a eficiência ao uso de NITROGÊNIO em solos de VÁRZEAS IRRIGADAS; Verificar a existência de diferenças entre variedades locais e melhorados de arroz quanto a eficiência ao uso de FÓSFORO em solos de VÁRZEAS IRRIGADAS; Verificar a existência de diferenças entre variedades locais e melhoradas de arroz quanto a eficiência ao uso de NITROGÊNIO em solos de TERRAS ALTAS; Verificar a existência de diferenças entre variedades locais e melhoradas de arroz quanto a eficiência ao uso de FÓSFORO em solos de TERRAS ALTAS.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Hélio Bandeira Barros - Integrante / Gil Rodrigues dos Santos - Integrante / Manoel Mota dos Santos - Integrante / Eliane Aparecida Rotili - Integrante / Rodrigo Ribeiro Fidelis - Coordenador.
VALOR: R$ 158.000,00 em 04 anos de bolsa + R$48.000,00 para custeio = R$206.400,00.
VIGÊNCIA: 08/2008 – 08/2012
FINANCIADOR(ES): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Auxílio Financeiro.

5 - PROJETO: Eficiência no uso de nitrogênio e fósforo de genótipos de arroz em solos de várzea úmida do estado do Tocantins.
OBJETIVO: Verificar a existência de diferenças entre variedades locais e melhorados de arroz quanto à eficiência ao uso de nitrogênio em solos de várzea úmida; Verificar a existência de diferenças entre variedades locais e melhorados de arroz quanto à eficiência ao uso de fósforo em solos de várzea úmida.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Rodrigo Ribeiro Fidelis (coordenador), Gil Rodrigues dos Santos, Hélio Bandeira Barros, Tarcísio B. A. Leal, Eliane Aparecida Rotili, Adelmo Martins Rodrigues, Leandro Cardoso Pinto, Gustavo André Colombo.
VALOR: R$ 44.661,01
VIGÊNCIA: 01/2007 – 01/2009
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxílio Financeiro.

6 - PROJETO: Impacto do uso de multilinhas e variedades compostas de arroz sobre o progresso de brusone e perdas na produtividade do arroz irrigado no Tocantins.
OBJETIVO: O Estado do Tocantins tem potencial para se tornar um dos maiores fornecedores de arroz do país, pois apresenta excelentes condições edafoclimáticas, boa localização em relação às capitais do Norte e do Nordeste associado a uma boa malha rodoviária para o escoamento da produção. Apesar do potencial existente os produtores estão passando por dificuldades. Atualmente, a doença conhecida por brusone, causada pelo fungo Pyricularia grisea pode provocar perdas na produtividade de até 100%, dependendo do grau de suscetibilidade da cultivar, do sistema de produção e das condições climáticas. A doença manifesta-se principalmente entre 30 e 50 dias de idade nas folhas e posteriormente nas panículas, na fase leitosa dos grãos. Os programas de melhoramento de arroz no Brasil desenvolveram diversas cultivares resistentes à brusone ao longo dos anos, tanto para as condições de terras altas (sequeiro) como para várzeas, utilizando diversos doadores de genes de resistência. Apesar dos esforços no lançamento de novos cultivares a resistência ao patógeno tem durado no máximo dois anos. Sendo P. grisea altamente variável, o surgimento de novas raças fisiológicas dificulta o trabalho de melhoramento para resistência vertical, pois existe grande pressão da doença nas regiões produtoras, resultando em rápida quebra de resistência devido ela ser considerada monogênica. O objetivo deste projeto é avaliar o impacto do uso de multilinhas e cultivares compostas sobre o progresso da brusone a as perdas na produtividade de gãos do arroz irrigado no Estado do Tocantins.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Gil Rodrigues dos Santos (coordenador) e Jaíza Francisca Ribeiro Chagas – mestranda.
VALOR: R$ 28.800,00
VIGÊNCIA: 2008 a 2010
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Bolsa de Mestrado Acadêmico.

7 - PROJETO: Produção Sustentável de Melancia em Várzeas para Pequenos e Médios Produtores do Estado do Tocantins.
OBJETIVO: A produção tocantinense de melancia encontra-se em fase de expansão acentuada. Tendo em vista as dificuldades enfrentadas pelos pequenos produtores, especialmente no tocante aos baixos preços alcançados pela venda do produto e os grandes prejuízos provocados pelo ataque de doenças e pragas, a adoção de tecnologias de produção que garantam a competitividade, a sanidade das plantas, a sustentabilidade do agroecossistema, constitui a principal alternativa para o crescimento do mercado e conseqüente aumento da renda do produtor em sistema de agricultura familiar. Isto inclui o preparo do solo, plantio de cultivares resistentes, manejo correto, uso otimizado de fertilizantes, adoção de medidas que aumente a eficiência e eficácia da aplicação de defensivos, além do monitoramento de doenças e pragas, contribuindo assim para produção de alimento seguro, objetivos do Sistema de Produção Integrada 2-Objetivos: Geral: Implementar o sistema de produção integrada de Melancia no Estado do Tocantins. Específicos: -Determinar os componentes técnicos e econômicos do sistema de produção sustentável de melancia para o Estado do Tocantins para embasamento às Normas Técnicas já estabelecidas para a cultura da melancia, por meio de unidades básicas instaladas em plantios comerciais e unidades demonstrativas. -Reduzir o impacto ambiental mediante uso de práticas racionais de manejo do solo e da planta, manejo de pragas e doenças, manejo em pré- e pós-colheita e uso racional de agroquímicos de síntese, com coleta seletiva de embalagens de agroquímicos, de acordo com a lei federal relativa ao assunto; - Promover treinamentos para formação de técnicos multiplicadores e executores, bem como capacitar produtores para condução do sistema de produção sustentável de melancia. -Possibilitar o sistema de Manejo Integrado de Pragas e doenças junto aos produtores através da confecção de chaves pictóricas, onde serão descritas características morfológicas e desenhos esquematizados.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Renato de Almeida Sarmento - Integrante / Maíra Ignácio - Integrante / ARISTÓTELES PIRES DE MATOS - Integrante / Paulo Henrique Fidêncio - Integrante / Raimundo Wagner de Souza Aguiar - Integrante / Gil Rodrigues dos Santos - Coordenador.
VALOR: R$ 140.000,00
VIGÊNCIA: 2008 – 2010
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – auxílio Financeiro.

8 - PROJETO: Manejo integrado da brusone do arroz.
OBJETIVO: Promover o manejo integrado da brusone do arroz cultivados em áreas irrigadas.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Gil Rodrigues dos Santos, Paulo N. Hideo, Márcio Elias, Justino José Dias Neto, Liamar Maria dos Anjos Silva, Manoel Delintro de Castro Neto.
VALOR: R$ 25.000,00
VIGÊNCIA: 2007 – 2008
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

9 - PROJETO: Estudos com Microrganismos do Solo no Cerrado do Tocantins.
OBJETIVO: O projeto foi aprovado no edital CAPES-CNPq-FINEP, no Programa Nacional de Pós-Doutorado PNPD 2008. Tem os seguintes objetivos: - identificar a infectividade de rizóbios no solo do cerrado do Tocantins; - caracterizar fenotipicamente as estirpes de rizóbios coletados em nódulos do feijão caupi; -isolar de solos e raízes microrganismos rizosféricos associativos promotores de crescimentos de plantas (RPCP); - estudar em meio de cultura a influência de condições estressantes, tais como acidez e alumínio tóxico sobre populações de rizóbios e de micorganismos promotores de crescimento (RPCP); -caracterizar geneticamente as populações de rizóbio e de RPCP;- avaliar a eficiência de rizóbios em diversas cultivares de plantas de interesse agrícola.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Aloísio Freitas das Chagas Júnior - Integrante / Marcelo Rodrigues dos Reis - Integrante / Gil Rodrigues dos Santos - Coordenador.
VALOR: R$ 158.400,00 em 04 anos de bolsa + R$ 48.000,00 para custeio= 206.400,00
VIGÊNCIA: 2008 – 2011
FINANCIADOR(ES): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

10 - PROJETO: Introdução, avaliação e divergência genética de germoplasmas de soja e milho na região centro-sul do estado do Tocantins.
OBJETIVO: Introduzir e avaliar genótipos de soja e milho, oriundos de entidades públicas e privadas de pesquisa, na Região Centro-sul do estado do Tocantins; Estudar a adaptabilidade e estabilidade de comportamento dos genótipos de milho e soja, quanto à produção de grãos, utilizando-se a metodologia proposta por EBERHAT e RUSSEL (1996). Identificar, a partir de estudo de diversidade genética, os genótipos de soja e milho mais bem adaptados às condições edafo-climáticas da Região, em termos de média de caracteres, para utilizá-los em um futuro esquema de cruzamento dialélico.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Joênes Mucci Peluzio, Flávio Sérgio Afférri, Aurélio Vaz de Melo, Gil Rodrigues dos Santos, Pedro Milanez Resende, Rodrigo Ribeiro Fidelis.
VALOR: R$ 46.417,94.
VIGÊNCIA: 11/2007 – 10/2009
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

11 - PROJETO: CASADINHO/CNPq - (Coordenador) - Intercâmbio Científico e de Formação de Recursos Humanos entre o Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal da Universidade Federal do Tocantins e os Programas de Pós-Graduação em Entomologia-UFV e Biologia Molecular-UnB.
OBJETIVO: Projeto que objetiva promover o fortalecimento e a consolidação do Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal-UFT stricto sensu , por meio do apoio à cooperação inter-regional entre os programas de Pós-Graduação em Entomologia-UFV (Conceito 07 da CAPES) e Biologia Molecular-UnB (Conceito 06 da CAPES), visando à implantação e recuperação da infra-estrutura de pesquisa, ao aumento na formação e capacitação de recursos humanos qualificados e a uma melhor distribuição regional dos núcleos de excelência em pesquisa no país. Edital 16/2008 "Casadinho".
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Raimundo Wagner de Souza Aguiar - Integrante / Gil Rodrigues dos Santos - Integrante / Angelo Pallini - Integrante / Arne Janssen - Integrante / Maurice W Sabelis - Integrante / Eduardo A. L. Erasmo - Integrante / Bergmann Morais Ribeiro - Integrante / Sônia Nair Báo - Integrante / Renato de Oliveira Resende - Integrante / Tatsuya Nagata - Integrante / Rose Gomes Monnerat - Integrante / Marcelo C. Picanço - Integrante / Renato de Almeida Sarmento - Coordenador.
VALOR: R$ 300.000,00
VIGÊNCIA: 2008 - 2011
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

12 - PROJETO: PROCAD/CAPES (coordenador) - Interação Inter-Regional para Formação de Recursos Humanos entre o Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal da UFT e os Programas de Pós-Graduação em Entomologia da UFV e Biologia Molecular da UnB.
OBJETIVO: Projeto que objetiva promover intercâmbio de pesquisa e de formação de recursos humanos entre o Programa de pós-graduação em Produção Vegetal da UFT e os PPG em Entomologia da UFV e Biologia Molecular da UnB.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Raimundo Wagner de Souza Aguiar - Integrante / Gil Rodrigues dos Santos - Integrante / Angelo Pallini - Integrante / Madelaine Venzon - Integrante / Marcelo C Picanço - Integrante / Eduardo A. L. Erasmo - Integrante / Bergmann Morais Ribeiro - Integrante / Renato de Oliveira Resende - Integrante / Tatsuya Nagata - Integrante / Rose Gomes Monnerat - Integrante / Renato de Almeida Sarmento - Coordenador.
VALOR: R$ 300.000,00
VIGÊNCIA: 2010 - 2014
FINANCIADOR(ES): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES – Bolsa/Auxilio financeiro.

13 - PROJETO: Produtividade de óleo na suscessão soja – girassol: aspectos técnicos.
OBJETIVO: Determinar a época de semeadura da cultura da soja mais apropriada para as condições do cerrado tocantinense visando o cultivo do girassol safrinha; Avaliar o desempenho produtivo de cultivares de girassol cultivados em suscessão a cultura da soja; Avaliar o efeito da época de semeadura na porcentagem de óleo e qualidade nutricional do farelo de soja e da torta de girassol; Quantificar o rendimento total de óleo/hectare/ano na suscessão soja girassol.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Hélio Bandeira Barros – Coordenador, Rodrigo Ribeiro Fidelis – Pesquisador, Aloísio Freitas Chagas Junior – Pesquisador, Eduardo Andréa Lemus Erasmo – Pesquisador, Renato Almeida Sarmento – Pesquisador, Gil Rodrigues dos Santos – Pesquisador, Manoel Mota dos Santos – Pesquisador.
VALOR: R$39.000,00
VIGÊNCIA: 2008 a 2010
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxílio financeiro.

14 - PROJETO: Obtenção de linhagens de melância tipo Crimson Sweet resistentes a isolados de vírus da mancha anelar do mamoeiro provenientes de regiões produtoras de melancia no estado do Tocantins.
OBJETIVO: O Tocantins é um estado privilegiado para a produção agropecuária. Da área potencial para a exploração agrícola, 600.000 ha são atualmente explorados com agricultura, dos quais 15.091 ha são ocupados com fruteiras, entre elas a melancia, que ocupa aproximadamente 5.000 ha de plantio no estado. A exemplos de outras regiões do país, as cultivares de melância plantadas no Tocantins são de procedência americana (especialmente a cv. Crimson Sweet) e caracterizam-se pela precocidade de produção, frutos de excelente qualidade, porém apresentam suscetibilidade a viroses com destaque ao vírus da mancha anelar do mamoeiro - estirpe melancia (Papaya ringspot virus-watermelon strain = PRSV-W), que tem causado prejuízos econômicos, chegando até a inviabilizar o cultivo em algumas situações. Os objetivos da proposta, num período de 36 meses são: Estudar o controle genético da reação do acesso PI 595201 a isolados de PRSV-W oriundos de lavouras comercias de melância do Estado do Tocantins; obter linhagens isogênicas de melancia com frutos semelhantes ao padrão comercial Crimson Sweet com maior nível de resistência e/ou tolerância ao PRSV-W oriunda do acesso PI 595201.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Ildon Rodrigues do Nascimento, Gil Rodrigues dos Santos, Márcio Antônio da Silveira, Valéria Gomes Momenté, Wilson Roberto Maluf.
VALOR: R$ 50.527,90
VIGÊNCIA: 2009 - 2011
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxilio financeiro.

15 - PROJETO: Melhoramento genético de feijão (Phaseolus vulgaris L.) para o cerrado do Estado de Tocantins.
OBJETIVO: O feijoeiro comum é a espécie mais cultivada no mundo entre as demais do gênero Phaseolus e tem importância econômica, social, nutricional e funcional, sendo cultivado por pequenos e grandes produtores. O Brasil é o maior produtor mundial de feijão-comum e a produção é menor que o necessário para atender a demanda interna. Aproximadamente 86% da produção no país é obtida em propriedades com área inferior a 50 hectares, tendo grande importância na geração de renda do pequeno produtor. A grande variabilidade genética presente no germoplasma de feijão em uso na agricultura familiar no Brasil tem sido plenamente reconhecida. Desta forma, a hibridação desses materiais adaptados às condições locais com materiais melhorados introduzidos de outras regiões, torna-se viável e interessante e possibilita a obtenção de novos cultivares produtivos, que atendam os diferentes níveis tecnológicos e adaptados as condições da região onde estão sendo desenvolvidos.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Rodrigo Ribeiro Fidelis – Coordenador, Hélio Bandeira Barros – Integrante, Gil Rodrigues dos Santos – Integrante, Eduardo Andréa Lemus Erasmo – Integrante, Manoel Mota dos Santos – Integrante, Aloísio Freitas Chagas Júnior – Integrante, Renato de Almeida Sarmento – Integrante.
VALOR: R$ 45.653,60
VIGÊNCIA: 2008 - 2011
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxílio financeiro.

16 - PROJETO: BRJatropha: Pesquisa, desenvolvimento e inovação (P,D&I em pinhão manso (jatropha curcas L.) para produção de biodiesel.
OBJETIVO: Determinar sistema de manejo de plantas daninhas na cultura de pinhão manso.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Eduardo Andrea Lemus Erasmo. Coordenador do subprojeto: Manejo de plantas daninhas na cultura de pinhão manso.
VALOR: R$ 120.000,00
VIGÊNCIA: 2008 - 2011
FINANCIADOR(ES): EMBRAPA, UFT, FINEP, UNB, UFLA, UFV, UFNF.

 
17 - PROJETO: Avaliação do crescimento e produção do pinhão-manso (jatropha curcas) em função de diferentes doses de fósforo aplicado na base em solos sob vegetação de cerrado no município de Gurupi-TO.
OBJETIVO: Identificar doses de fósforo mais adequadas para adubação de base na cultura de Pinhão Manso (Jatropha curcas) em solos sob vegetação de cerrados.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Eduardo Andrea Lemus Erasmo, Rodrigo Ribeiro Fidelis, Helio Bandeira Barros, Renato Sarmento.
VALOR: R$ 17.000,00
VIGÊNCIA: 11/2007 – 10/2010
FINANCIADOR(ES):

18 - PROJETO: Introdução e desenvolvimento de genótipos de milho, sob baixo nitrogênio, no Estado do Tocantins.
OBJETIVO: Este projeto visa à introdução e obtenção de genótipos de milho nas condições do Estado do Tocantins. Nesta perspectiva, ressalta-se a importância de estudos no âmbito do projeto, sob diferentes condições de lavouras com estresse nutricional, principalmente o nitrogênio, nutriente de grande importância para a cultura do milho. Também será possível identificar, a partir de estudo de adaptabilidade, estabilidade e de diversidade genética, dos genótipos de milho nas condições edafo-climáticas da Região, em termos de média de caracteres, para desenvolver linhagens e utilizá-las em um esquema de cruzamento dialélico, avaliando linhagens e híbridos sob condições de alto e baixo Nitrogênio. Desta forma contribui-se para o programa de melhoramento de milho da Universidade Federal do Tocantins, com um fluxo contínuo, gerando produtos (publicações/genótipos) de relevância científica, consolidando a equipe responsável pelo projeto.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Joênes Mucci Pelúzio - Integrante / Gil Rodrigues dos Santos - Integrante / Michel Antônio Dotto - Integrante / Leandro Lopes Cancellier - Integrante / Aurélio Vaz de Melo - Integrante / Edmar Vinícius de Carvalho - Integrante / Flávio Sérgio Afférri - Coordenador.
VALOR: R$ 15.000,00
VIGÊNCIA: 2009 – 2011
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

19 - PROJETO: Avaliação da Resistência de Genótipos Comerciais e não Comerciais de Melancia às Principais Doenças Fúngicas em Condições de Campo.
OBJETIVO: O estado do Tocantins é uma das mais recentes fronteiras agrícolas da região Norte do país, ressaltando-se as condições ambientais peculiares para a produção agrícola. Essa condição de cultivo condiciona uma série de demandas de pesquisa a serem realizadas. Neste sentido, visando atender as demandas da região por meio da formação de profissionais de alto nível, foi criado o Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal da Universidade Federal do Tocantins, no Campus Universitário de Gurupi-TO. No Tocantins, da área potencial para a exploração agrícola, 600.000ha são atualmente explorados com agricultura, dos quais 15.091 ha são ocupados com fruteiras, entre elas a melancia ocupa uma área de 5.031ha, onde cerca de 90% do plantio ocorre nas várzeas. No ano de 2007, o estado produziu mais de 165.000 toneladas de melancia se tornando um dos maiores produtores desta frutífera no cenário nacional e o maior da região norte, entretanto, a produtividade atual está em torno de 25.000 frutos/ha, sendo considerada baixa. Apesar das condições serem favoráveis à produção de melancia existe a preocupação das instituições locais em preservar o ambiente utilizado, tais como o solo e a água dos rios. O cultivo está presente, em vários municípios onde ocorrem condições climáticas favoráveis à cultura assim como em regiões onde se pratica a irrigação nas várzeas se destacando o município de Formoso do Araguaia e Lagoa da Confusão. Desta forma, existe o grande risco eminente de contaminação de todo manancial dos rios importantes destes e de outros municípios. Além deste problema, várias áreas de cultivo também estão sendo abandonadas, devido principalmente a patógenos, de origem fúngica. Dentre as doenças da melancia, o míldio, cujo agente etiológico é Pseudoperonospora cubensis é considerada atualmente uma das mais importantes, podendo provocar perda total na lavoura. O crestamento gomoso do caule, ou cancro da haste, causado pelo fungo Didymella bryoniae também pode ser considerada.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Gil Rodrigues dos Santos – Coordenador e Evelynne U. Leão - mestranda.
VALOR: R$ 28.800,00
VIGÊNCIA: 2009 – 2011
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Bolsa de Mestrado Acadêmico.

20 - PROJETO: Seleção Recorrente com Família de Meios-Irmãos de Genótipos de Batata-doce Destinados a Produção de Etanol no Estado do Tocantins.
OBJETIVO: Na região amazônica várias espécies têm mostrado um enorme potencial para exploração como fonte de energia renovável. No estado do Tocantins, a batata-doce [Ipomoea batatas (L.) Lam.] é uma das espécies mais promissoras para a produção de etanol combustível. A produção do etanol a partir do amido da batata-doce é um processo semelhante ao de outras matérias-primas amiláceas, chegando em resultados experimentais a produzir cerca de 200 litros de álcool por tonelada de raízes, em um ciclo relativamente curto (cerca de seis meses) quando comparada a outras culturas. Embora rústica, os nematóides e insetos de solo são responsáveis por danos diretos à produção da batata-doce, afetando não somente a produção, mas também a qualidade, conservação e aspecto comercial (industrial e consumo) das batatas. Nesse sentido, a seleção recorrente de famílias de meios-irmão obtidas do intercruzamento (a batata-doce possui flores perfeitas e auto-incompatibilidade) dos clones selecionados permite a obtenção de genótipos superiores para produtividade, alto teor de matéria seca e resistência a pragas do solo, especialmente nematóides de galhas. As metas do projeto são em vinte e quatro meses atingir os seguintes objetivos: a) Avaliar, selecionar e caracterizar clones de batata-doce pertencentes ao Programa de Melhoramento Genético da Universidade Federal do Tocantins/Laboratório de Sistemas de Produção de Energia a partir de Fontes Renováveis LASER; b) Estudar a eficiência da seleção recorrente com base em famílias de meios-irmãos para exploração de etanol (especialmente produtividade e alto teor de matéria seca) em batata-doce; c) Selecionar clones superiores para caracteres agronômicos (especialmente produtividade, alto teor de matéria seca e resistência a pragas e doenças de solo) e de qualidade de raízes adaptados ao estado do Tocantins.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Wilson Roberto Maluf - Integrante / Márcio A. da Silveira - Integrante / Valéria Gomes Momenté - Integrante / Ildon Rodrigues do Nascimento - Coordenador.
VALOR: R$ 17.620,00
VIGÊNCIA: 2010 - ATUAL
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

21 - PROJETO: PNPD-CAPES (Coordenador) - Manejo fitossanitário de pinhão-manso (Jatropha Curcas) no Estado do Tocantins.
OBJETIVO: PNPD-CAPES (Programa Nacional de Pós-Doutorado) - 1 bolsa de pós-doutorado, modalidade PNPD, no valor mensal de R$ 3.300,00 (três mil e trezentos reais), com vigência de 5 anos; e recursos para custeio do projeto no valor anual de R$ 12.000,00 (doze mil reais) por ano, totalizando 258.000,00 reais) (processo: N º 02475/09-0 - linha MEC / CAPES).
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Renato de Almeida Sarmento - Coordenador.
VALOR: R$ 258.000,00.
VIGÊNCIA: 2009 – 2014
FINANCIADOR(ES): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.

22 - PROJETO: Enraizamento de estacas e emergência de cagaita (Eugenia dysenterica).
OBJETIVO: Entre as diversas espécies nativas do cerrado brasileiro que apresentam potencial de utilização em sistemas tradicionais de produção agrícola, a cagaiteira (Eugenia dysenterica) merece destaque, pela utilização de seus frutos. Além do valor como planta ornamental e melífera, a espécie presta-se a extração de cortiça, pode ser utilizada em pequenas construções civis ou na fabricação de carvão. Uma alternativa viável para o aproveitamento econômico dessa espécie é a comercialização da polpa congelada ou processada em doces e geléias. Essas alternativas agregam valor ao recurso natural, contribuindo para a melhoria de renda das populações que vivem da biodiversidade do cerrado. O objetivo, deste trabalho, é avaliar o enraizamento de estacas e a emergência plântulas de cagaita em diferentes tipos de substratos.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Henrique Guilhon de Castro - Coordenador
VALOR: R$ 7.200,00
VIGÊNCIA: 2009 - ATUAL
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Bolsa.

23 - PROJETO: Efeito da Adubação no Crescimento e no Óleo Essencial e Fungitoxidade do Capim Citronela (Cymbopogon nardus L.).
OBJETIVO: Trabalhos desenvolvidos com extrato bruto ou óleo essencial, obtido a partir de plantas medicinais, tem indicado o potencial das mesmas no controle de fitopatógenos, tanto por sua ação fungitóxica direta, inibindo o crescimento micelial e a germinação de esporos, quanto pela indução de fitoalexinas, indicando a presença de composto com característica de elicitor. A determinação da atividade biológica dessas moléculas, com respeito a atividade elicitora ou antimicrobiana, poderá contribuir para a aquisição de maiores conhecimentos que reforcem sua possível utilização como um método alternativo de controle de doenças de plantas. O óleo essencial extraído de C. nardus possui alto teor de geraniol e citronelal. O geraniol possui atividade anti-séptica, inibindo o crescimento de fungos e bactérias. O citronelal é utilizado como material básico para a síntese de importantes compostos químicos denominados iononas e para a síntese de vitamina A. Esse óleo apresenta atividade repelente a insetos, e também ação fungicida e bactericida. Ele é também utilizado na fabricação de perfumes e cosméticos. Neste contexto, este trabalho terá como objetivo avaliar o efeito da adubação orgânica no crescimento e no teor e composição do óleo essencial do capim citronela (Cymbopogon nardus), assim como avaliar a fungitoxicidade de extratos do capim citronela na inibição do crescimento micelial do fungo Colletotrichum gloesporioides, causador da antracnose na cultura da melancia.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Gil Rodrigues dos Santos - Integrante / Henrique Guilhon de Castro - Coordenador.
VALOR: R$ 64.800,00
VIGÊNCIA: 2009 - ATUAL
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

24 - PROJETO: Centro de Pesquisa Científica e Tecnológica em Produção Vegetal.
OBJETIVO: O Programa de Mestrado em Produção Vegetal, tem como objetivo formar recursos humanos com ampla capacidade para que atenda às exigências de qualificação e expansão nas diversas áreas do ensino e de pesquisa afins, à Produção Vegetal. E, por conseqüência, aumentar a produção, a riqueza e o bem estar da população do Tocantins e do Brasil. O Programa vem se estruturando nas diversas linhas, buscando a consolidação e fortalecimento de sua estrutura física, qualificação e produtividade dos docentes, fortalecimento de parcerias e proporcionando um curso de qualidade na área da Produção Vegetal, na região Norte do país. Novas perspectivas estão sendo buscadas por meio de parcerias já concretizadas com outras instituições de alto nível com a aprovação de projetos importantes tais como Casadinho (UFT, UFV, UNB, Universidade Amsterdã, Holanda), além de outros como vários centros da EMBRAPA. A tendência é o desenvolvimento nas áreas do Controle Biológico de pragas e doenças, Biologia Molecular, Fitopatologia, Entomologia, Genética e melhoramento de plantas, além de outras, bem como a melhoria nas áreas que já se encontram no processo de consolidação. O objetivo deste projeto é criar uma infra-estrutura para promover o fortalecimento de grupos de pesquisa e a consolidação do Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal stricto sensu, por meio da implantação da infra-estrutura física de laboratórios de pesquisa, possibilitando a formação e capacitação de recursos humanos qualificados nas referidas áreas, criação do primeiro doutorado em Produção Vegetal do Tocantins e contribuindo para uma melhor distribuição regional dos núcleos de excelência em pesquisa no país.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Hélio Bandeira Barros - Integrante / Renato de Almeida Sarmento - Integrante / Rodrigo Ribeiro Fidelis - Integrante / Gil Rodrigues dos Santos - Coordenador.
VALOR: R$ 830.000,00
VIGÊNCIA: 2010 - ATUAL
FINANCIADOR(ES): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

25 - PROJETO: Contribuição para o manejo sustentável de doenças e pragas da melancia no Estado do Tocantins.
OBJETIVO: O aumento da produção da melancia nos últimos anos passando de 95 mil toneladas em 1995 para 165 mil toneladas em 2008 também vem acompanhado do crescimento no uso de agrotóxicos motivado pelo aumento dos problemas com pragas e doenças na cultura da melancia. Apesar do aumento na produção existem muitos motivos de preocupação devido a possibilidade de contaminação de grandes mananciais dos rios Formoso, Javaé, Jaburú e outros pequenos rios que fornecem a umidade aos solos hidromórficos na sua maioria, localizados nas áreas comerciais. Sabe-se que para possibilitar a implementação da produção sustentável devem-se ter disponíveis tecnologias advindas de pesquisas científicas geradas ou adaptadas na própria região a serem utilizadas. No Tocantins, ainda não foram desenvolvidos estes estudos de modo que seja possibilitada a utilização plena da produção sustentável de melancia, atendendo a maior parte das demandas dentro processo produtivo. A Produção Integrada de Frutas pode ser definida como a produção de frutos de forma sustentável com qualidades comerciais, dando prioridade a métodos que sejam os mais seguros possíveis ao meio ambiente e à saúde humana, razão pela qual é um programa dinâmico baseado na melhoria contínua do sistema de produção. No Tocantins e em outros estados brasileiros diversas áreas de cultivo também estão sendo abandonadas, devido principalmente a patógenos, de origem fúngica, bacteriana e virótica. Apesar de sua importância, são escassas as informações a respeito das doenças da melancia, bem como sobre o manejo integrado, visando minimizar os danos causados. A presente proposta representa uma linha de pesquisa que beneficiará os produtores locais e todo o ecossistema da região de modo que em um futuro próximo seja estabelecida a produção integrada de melancia no estado do Tocantins.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Gil Rodrigues dos Santos - Coordenador.
VALOR: R$ 64.800,00
VIGÊNCIA: 2009 – 2012
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

26 - PROJETO: Manejo, diagnóstico e utilização de áreas de Cerrado-Amazônia: alternativas visando a conservação do solo, preservação da biodiversidade e produtividade.
OBJETIVO: O objetivo da solicitação do apoio está na necessidade de desenvolver de melhor forma a pesquisa e dá suporte aos trabalhos de pesquisa da iniciação científica e ao Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Tropical Linha de Pesquisa: Relação Solo x Planta x Animal (Mestrado e Doutorado) e Produção Vegetal Linha de Pesquisa: Manejo e Conservação do Solo (Mestrado) da Universidade Federal do Tocantins. A consolidação da pesquisa na Amazônia Brasileira e das instituições de ensino e pesquisa está na dependência de apoio dos órgãos de fomentos e a consolidação dos programas de Pós-Graduação, para desenvolver e fortalecer a tecnologia desta vasta região brasileira. A unidade de Pesquisa consta de Fazenda, Laboratório de Solos (Química e Física) e de Tecidos; além de um conjunto de técnicos especializados, alunos de graduação e Pós-Graduação.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Antônio Clementino dos Santos.
VALOR: R$39.600,00
VIGÊNCIA: 2010 – Atual.
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

27 - PROJETO: Relação entre produção de forragens e manejo de solos em unidades de produção agropecuária sob transição Cerrado-Amazônia.
OBJETIVO: O manejo incorreto das pastagens pode ser apontado como um dos principais fatores responsáveis pelos baixos índices zootécnicos verificados na exploração de ruminantes. Um programa de pesquisa em pastagem cultivada, que vise aumentar a produção animal, deve considerar a necessidade de obter informações sobre as relações solo-planta-animal, através de estudos dos efeitos de diferentes pressões de pastejo sobre as propriedades físicas, químicas e biológicas do solo.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Antonio Clementino dos Santos - Coordenador.
VALOR: R$34.920,00
VIGÊNCIA: 2007 – 2010
FINANCIADOR(ES): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

28 - PROJETO: Pró-equipamentos 2008
OBJETIVO: Fortalecer as linhas de pesquisa do mestrado em Produção Vegetal.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Todos os docentes do mestrado em Produção Vegetal
VALOR: R$3.769,00
VIGÊNCIA: 2008
FINANCIADOR(ES): CAPES

29 - PROJETO: Pró-equipamentos 2009
OBJETIVO: Fortalecer as linhas de pesquisa do mestrado em Produção Vegetal.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Todos os docentes do mestrado em Produção Vegetal
VALOR: R$31.121,00
VIGÊNCIA: 2009
FINANCIADOR(ES): CAPES

30 - PROJETO: Pró-equipamentos 2010
OBJETIVO: Fortalecer as linhas de pesquisa do mestrado em Produção Vegetal.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Todos os docentes do mestrado em Produção Vegetal
VALOR: R$37.499,99
VIGÊNCIA: 2010
FINANCIADOR(ES): CAPES

31 - PROJETO: Pró-equipamentos 2011
OBJETIVO: Fortalecer as linhas de pesquisa do mestrado em Produção Vegetal.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Todos os docentes do mestrado em Produção Vegetal
VALOR: R$ 29.677,65
VIGÊNCIA: 2011
FINANCIADOR(ES): CAPES

32 - PROJETO: Pró-equipamentos 2012
OBJETIVO: Fortalecer as linhas de pesquisa do mestrado em Produção Vegetal.
NOMES DOS ENVOLVIDOS: Todos os docentes do Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal
VALOR: R$ 38.000,00
VIGÊNCIA: 2012
FINANCIADOR(ES): CAPES

33 - PROJETO: Utilização da glicerina bruta como veículo de aplicação do herbicida Togar em substituição ao óleo diesel no controle de Memora peregrina L.
COORDENADOR: Eduardo Andrea Lemus Erasmo .
VALOR: R$ 35.598,75
FINANCIADOR(ES): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins - FAPT

34 - PROJETO: Subsídios para implementação do manejo sustentável de melão (Cucumis melo L.) com vistas á preservação dos insetos benéficos e sua interação com manejo de doenças e pragas no Estado do Tocantins.
COORDENADOR: Gil Rodrigues dos Santos
VALOR: R$ 24.925,00
FINANCIADOR(ES): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins - FAPT

35 - PROJETO: Capacidade combinatória e efeito gênico para caracteres da produção entre linhagens de melancia tipo Crimson Sweet selecionado para resistência a isolados do vírus da mancha anelar do mamoeiro do Estado do Tocantins.
COORDENADOR: Ildon Rodrigues do Nascimento
VALOR: R$ 25.241,50
FINANCIADOR(ES): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins - FAPT

36 - PROJETO: Otimização do Processo de obtenção de biodiesel oriundo de soja produzida no Tocantins.
COORDENADOR: Joenes Mucci Peluzio
VALOR: R$ 35.246,45
FINANCIADOR(ES): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins - FAPT

37 - PROJETO: Análise proteômica de fruto do Cerrado para identificação de proteínas relacionadas à maturação.
COORDENADOR: Luiz Gustavo de Lima Guimarães
VALOR: R$ 30.000,00
FINANCIADOR(ES): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins - FAPT

38 - PROJETO: Eficiência e resposta à aplicação de nitrogênio em genótipos de feijão comum cultivados em várzeas tropicais.
COORDENADOR: Rodrigo Ribeiro Fidelis
VALOR: R$ 25.394,00
FINANCIADOR(ES): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins - FAPT

39 - PROJETO: Caracterização, transformação e viabilidade agronômica e ambiental de resíduos gerados na mineração de calcário.
COORDENADOR: Rubens Ribeiro da Silva
VALOR: R$ 166.609,00
FINANCIADOR(ES): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins - FAPT

 

inicio

 

© 2016 - Pós-Graduação em Produção Vegetal
Universidade Federal do Tocantins - Campus Universitário de Gurupi
FONE: (63) 3311-3546 - e-m@il: producaovegetal@uft.edu.br